Saturday, 9 February 2008

Transmig Vespawagen

Em 2001, lembrei-me de construir um veículo que pudesse frequentar encontros de motos, de motos clássicas, de Vespas, de automóveis antigos, de Tuning e de Carochas, e que estivesse sempre dentro do tema.

Impossível? Estranho? Impensável? Sim. Tal e qual como o Transmig Vespawagen. Este veículo foi o resultado de muito estudo, de muitas toalhas de papel de restaurante rabiscadas, e de muita carolice e trabalho em cima do joelho. Este veículo foi totalmente e exclusivamente idealizado, pensado,desenhado e construído por mim. Não exsite outra coisa assim no Mundo. Podem procurar! 100% Mike Silva. A marca deriva do meu nome e da palavra "transformação". Já tinha utilizado esta designação para produzir um protótipo de rallie com o meu amigo Faro ,nos anos 90, utilizando um chassis de Datsun 100 a, e as oficinas da Força Aérea. Depois veio o Renault 4 com motor traseiro do A6, que repousa numa quinta em Tomar, como projecto inacabado.

Em 2001, vivia num andar, e por isso tive de alugar uma Ford Transit para poder transportar um chassis de um carocha e componentes para Tomar. O Transmig foi construido num barracão no meio de tractores e alfaias. E foi testado na via pública quase deserta, perante o olhar atónito da população local.

Em 2002, o transmig fica concluido na VESPERA do encontro de Faro, e foi rebocado 450 KM com recurso a um Daewoo Matiz, recheado de equipamento, incluindo garrafas de oxiacetileno. ( Ganda carrinho- Ver cronica neste blog)

Durante o encontro, passeou uma equipa de reportagem da TVI, e participou no Bike show desse ano. Não atingiu os lugares cimeiros, pois na categoria "Strange", teve de degladiar-se com uma alfaia agrícola com motor Zundapp, e uma scooter que tirava imperiais.

Durante 2003, com o "auxílio" da Brigada de trânsito,( sem saberem, pois estavam mais á frente a "abrir caminho" para um encontro de motos) foi testado no IC 13, entre a saída para o Barreiro e Moita, atingindo a velocidade de 141 KM/h, não tendo sido utilizados os travões para abrandar por motivos técnicos. Ganhou o prémio de criatividade no encontro da Nazaré.

Em 2004 tornou-se bastante popular no EuroVespa realizado em Lisboa, tendo sido requisitado e mostrado no programa "Extase" da SIC. Vários órgãos de comunicação nacionais e mesmo internacionais, como a RAI UNO fizeram deste protótipo notícia um pouco por todo o lado.

Está mal soldado? Está mal pintado? Devia ser assim ou assado? Se calhar devia. Mas queria ver alguém construir algo assim tendo apenas á disposição muita boa vontade e ferro-velho. Nada mais.

Basicamente, este veículo tem como pretensão proporcionar momentos descontraídos de boa disposição onde quer que eu me atreva a deslocá-lo. Não sei qual vai ser o futuro deste protótipo, mas que me deu muito gozo toda esta história ao longo destes anos,ah isso deu...

A Transmig, "marca" que utilizo para autografar as minhas criações exclusivas de chapa, continuará com as suas magras posses a lançar para a cena automóvel exclusivas e impensáveis criações, que apenas surgem porque tem de surgir,porque o espaço na minha cabeça fica tão apertado, que as idéias tem de ser postas cá para fora.

Motor,caixa e suspensão de um Impreza já tenho aqui...o resto não digo...

( Podem vero Transmig Vespawagen no fundo desta página,nas fotos.)

3 comments:

cadu1981 said...

eu, que moro nos Soudos a 14km de tomar, era gaijo pra acabar esse projecto do R4!!!!

Michael said...

Não duvido,caro Cadu. Pode ser que um dia a gente fale sobre isso...

cadu1981 said...

tou a espera!! antes de bazar pra inglaterra era bom!!!