Saturday, 19 January 2008

A religião Exelero

Todos nós paramos um dia para pensar qual é o carro que nos "enche" as medidas. Aquele que nos faz suspirar e fazer aparecer um suor frio nas mãos. Aquele carro que se tivéssemos de escolher, deixaríamos a Marisa Cruz ou a Carla Matadinho na berma do passeio pedindo muita desculpa.

Quem já visitou o festival de Goodwood ( http://www.goodwood.co.uk/), sabe que a enxurrada de automóveis de topo de gama e desportivos que embebedam os nossos sentidos, não nos permite chegar a uma conclusão, pois os nossos entidos estão entorpecidos com tanta escolha.

O nosso Fiat 600 é muito engraçadinho nas bombas de gasolina, mas num encontro de clássicos passa despercebido se não fôr nada de especial. Por isso, em Goodwood, um Ferrari Enzo , ou um Lamborghini Murciélago não conseguem competir com a roulotte dos hambúrguers.

" Koenigsegg? ...Ah, já lá vou ver..." " Um Ascari a acelerar na rampa? Vejo depois..."

Mas subitamente, eis que surge por entre a multidão que o cerca como se fosse uma camioneta carregada de sacas de arroz na Somália, um misterioso monstro negro com doze "baldes" em V e dois turbos. O seu potente sussurro e presença, relega para segundo plano o Veyron azul, que mais parece um brinquedo da Chicco. As pessoas entreolham-se e buscam o logotipo, mas os conhecedores ajoelham-se á sua passagem...É o Maybach EXELERO!

A primeira reacção , é obrigatóriamente religiosa. Como adolescentes num espetáculo dos Anjos, perco a cabeça e encho de dedadas aquele sacerdote do templo automóvel.

Absurdo. Inexplicável. Misterioso. Perturbador. Belo. Sombrio. Unico. Inexplicável. Surpreendente. Estranho. Avassalador. Preocupante. Mágico. Sobrenatural.

Se Dart Vader tivesse um automóvel, seria este. A marca de pneus Fulda comissionou este modelo para experimentar os seus pneus de nova geração, e promoveu um concurso de design de onde saiu vencedor um puto de 24 anos. O carro foi depois produzido em Itália. O valor actual deste prototipo é de oito milhoes de dólares.

Calculo ter sido um dos poucos portugueses a ter contactado com este automóvel. Perdão, com este pecado talhado em chapa. Este monumento é a Charlize Theron sobre rodas.

( Mais info, consultem o site http://www.exelerocar.com/ , ou o artigo detalhado numdos próximos numeros da Topos & Clássicos. )

2 comments:

Pedro Dos Santos said...

Exelente artigo!
Os meus parabens!
Eu posso ser um analfabeto no mundo do automobilismo mas ao ler estas liricas até me sinto mais convertido!

Mike Silva said...

Muito obrigado

Por vezes pensamos que os carros sao so para serem discutidos por individuos que gritam no café cilindradas e potências.

Não! Um carro faz parte das nossas vidas quer em sonho quer no dia a dia. Todos temos algo a dizer sobre este nosso fiel companheiro.

( Quando digo fiel, nao me refiro,claro está a um Citroen...)