Monday, 2 November 2009

Sala das Máquinas na corrida mais antiga do Mundo!



Automóveis em Inglaterra, é com Mike Silva e Sala das Máquinas...Pior que o "Dumdum". Não escapa um...



Uma corrida onde o carro mais MODERNO foi produzido em 1905, tem de ser algo obrigatoriamente visto. A London to Brighton Veteran Car Run ( LBVCR), é um evento que junta centenas de automóveis ( Bom, chamemos-lhes assim) com mais de cem anos, para uma corrida entre a capital inglesa e o Sul de Inglaterra, numa distância de 86 Km. Uma prova que apenas parou em tempo de guerra, desde a primeira edição realizada no longínquo ano de 1896. Esta corrida ,organizada pelo RAC, um dos automóvel-clube britânicos, surgiu como uma celebração do fim da "Lei das Locomotivas de estrada" ( Road Locomotives act) que obrigava os veículos a não exceder as 4 Milhas por hora ( seis Km por hora).


Cada edição desta prova conta sempre com cerca de 500 inscritos de todo o Mundo!



Oitenta e seis Km... Ora, isso fazemos nós em meia-hora, nos dias de hoje, com alguma "compreensão" da Brigada de Trânsito...O problema é ter de fazer este percurso em algo, que basicamente é um estrado de tábuas sobre dois ferros, com um motor de tirar água, a fazer 120 rotações por minuto. Em que o termo " protecção contra os elementos" significa um oleado e fazer todo o percurso completamente encharcado. Em que o termo " chauffage", pertence ao domínio da ficção científica. Estes carros foram produzidos num tempo, em que existia um clube EXCLUSIVO, para membros que conseguiram atingir os 30 Km por hora! The Twenty-Mile-An-hour club... No entanto, é expressamente proibído exceder esta velocidade na prova. Não existe sequer registo do número da chegada a Brighton, tornando este evento numa autentica " Gentlemen Driver Racing.



"Ugh! Cara -pálida circula numa carruagem sem cavalos..."



Circular nas estradas, foi em tempos um exercício de dar a manivela, trepar para cime de uma caixa com rodas, e deslocar-se a uma velocidade pedestre, debaixo de chuva torrencial, tendo um "pchaf-pchaf-pchaf-pchaf" de barulho de motor como auto-rádio.





O Sala das Máquinas acompanhou a única equipa portuguesa participante no evento, a bordo de um Cadillac de 1903 ,propriedade do Dr. Vilar, trazido especialmente de Aveiro para a popular corrida.


Aqui ficam algumas fotos da edição deste ano da "corrida" London-Brighton. Um evento a memorizar.


A chegada a Brighton é sempre um momento especial para as máquinas e pilotos







Chuva,chuva,chuva, e vento. E mais chuva,chuva,chuva e vento. E mais chuva, chuva,chuva e... Ora, isto é Inglaterra! O que é que querias?...



A única equipa portuguesa, com muita carolice , determinação e esforço para poder estar presente, a terminar mais esta edição do London-Brighton. Parabéns!
( Como sempre, não percam a próxima edição da revista "Topos&Clássicos" para uma reportagem alargada)

2 comments:

Bruma said...

Pois é verdade, é Inglaterra, maior parte do tempo chove!
Nem a chuva os impede, de saborear o momento! :)
Na Escócia é tb o mesmo!
Quanto aos carros é inquestionável... autênticas reliquias da história!

Bjinhos

donatien alphonse françois said...

Gostei!
Vou voltar!