Saturday, 23 August 2008

A rouloutte mais antiga do Reino Unido





Quando "campismo", significava "ir para o campo"...E não para um aglomerado de pré-fabricados e lonas com frigoríficos e com chão de mosaico...


Sendo " Apenas uma roullote", é normal que a maioria dos proprietários não se interesse em preservar uma mera caixa destinada a ser rebocada por um automóvel. Além disso, por uma estranha e nublada razão, as roullotes parecem ser ainda mais vítimas da moda do que os próprios automóveis. Tudo bem rebocar uma roullotte topo de gama com um Ford Escort velho, mas nem pensar em rebocar uma roullote com uns aninhos , nem que seja com um Lexus. Já tinham pensado nisto?
Além disso, para quê insistir na preservação de algo pródigo em acumular bolor e água da chuva em grandes quantidades, e que apodrece a uma cadência que deixa os Citroens envergonhados? Para quê preservar ou restaurar algo, que teremos de sair de madrugada sem que os vizinhos vejam, para não pensarem " Coitados, vão fazer férias naquilo..."

As roullotes são de facto um veículo difícil de possuir, e de perceber. Ninguém possui uma roullote, pelo simples facto de possuir uma roullote. Quem possui uma, é suposto fazé-lo porque precisa de utilizar uma. É como um martelo. Ninguém tem um martelo para decorar a parede da sala.


A atenção ao promenor do desenho, é um prazer visual!


Eis que por isto tudo, é sempre uma ocasião especial encontrar uma roullote antiga preservada. Existem modelos bastante procurados e cotados internacionalmente, como por exemplo as americanas Streamliner. Agora o que nunca estamos à espera, é encontrar aquela que é classificada como a roulote de série mais antiga do Reino Unido. E sendo o Reino Unido, coloca automáticamente este exemplar entre as mais antigas do Globo.Efectivamente o AA e a DVLA consideram este exemplar como aquele mais antigo existente , fabricado para ser puxado por um automóvel.

Construida em 1911, esta roullote ainda serve de pernoita aos seus proprietários , e é uma mais valia a qualquer evento que vá. É um dos participantes mais fotografados do evento, e percebe-se porquê: O apelo à nostalgia que um veículo clássico proporciona, é algo que explode nesta pequena caixa de madeira feita por artesãos.

Todo o interior está preservado como há exactamente 97 anos! E ainda é utilizada regularmente para férias! (A "polícia dos escorridos na tinta" e a "Gestapo dos parafusos", não passará cartão nenhum a isto e vai já apontar para o neon no tecto... )

Desenhada para ser rebocada por Fords T, ou Austin ten, é com algum cuidado que os proprietários se deslocam com ela nos dias de hoje, com automóveis possuindo facilmente dez vezes mais potência.

Eis portanto mais um exemplo, de que a satisfação e a originalidade de possuir um veículo clássico, não se esgota apenas em possuir um descapotável com os parafusos levados o jacto de areia.




Desenhada para ser rebocada por Ford T, não Focus...

Uma mera caixa de madeira de Carvalho pintada a pincel há quase cem anos, possivelmente deixará muito mais felizes tanto os proprietários desta maravilha, como os visitantes que não dedicam um segundo olhar À fila interminável de clássicos " caros" parados pelo recinto...

1 comment:

mariam said...

Olá!
obrigada p'la sua visita.

dei uma voltinha rápida p'la "sua sala de máquinas"... então e a sua sorte, privar com essa Senhora que era e será sempre a "máquina feminina" dos ralies, gostei do blog, embora seja uma "nabiça" quanto a valvulinas, motores, rotores... sabe, enquanto ia vendo os carros (fantásticos), os helicópteros, e o "mito" do "DIRE" só pensava no meu mano (que infelizmente já faleceu)... ele era "doido" por helicópteros, fez o serviço militar na Força Aérea, no sector da mecânica dos helicópteros, era do Benfica e adorava os Dire Straits, assistia aos seus concertos e tinha já não sei o quê assinado por esse senhor de voz magnífica...

MS, é pena não conseguir em luso solo ter uma carreira profissional/pessoal compensadora/compensatória...

o coment, já vai muito longo, não sendo esse o meu hábito, mas dado ser a primeira vez que aqui venho...

fiz um pequenino hiato, de dia e meio nestas férias, regressei à "base" e à net, sigo amanhã para Madrid e Saragoça, vou à EXPO (apenas 3 dias), depois Castelo branco, quando voltar em meados de Setembro, vou ler tudinho com calma, agora vim só dar um abraço

e um sorriso :)

mariam